Meio bicicleta, meio carro, movido a energia solar ou humana.

 É o Elf, que está nas manchetes da mídia norte-americana como a nova sensação do transporte alternativo.
O Elf é um velomóvel elétrico, um minicarro movido a pedal e/ou bateria recarregável. Com o típico design do triciclo, segue a linha de alguns veículos muito populares no Norte da Europa, onde a preocupação com o meio ambiente é prioridade. O apelo à saúde é importante: "Chegue ao serviço tranquilamente, sem esforço, e volte para casa pedalando, dispensando a academia", como diz o marketing. Mas ele também oferece atrativos raros nesse tipo de transporte:

- Escolha o tipo de propulsão: 100% pedal, 100% motor ou qualquer combinação entre os dois, transição feita suavemente com o veículo em movimento
- O motor é ativado por um acelerador manual semelhante ao de uma motocicleta
- A bateria de lítio de 750 Watt pode recarregar em menos de 1 hora numa tomada ou em cerca de 7 horas por painéis solares no teto
- Com a energia equivalente a um galão de gasolina (3,78 litros), o Elf pode percorrer 2.900 quilômetros
- Autonomia de até 80 quilômetros com uma única carga
- "Concha" em policarbonato para proteção do ocupante
- Estrutura em alumínio reforçado
- Bagageiro com capacidade para 158 kg
- Freios a disco
- Faróis, luzes de ré, indicadores de direção
- Como a velocidade máxima é de 32 km/h, a maioria dos países permite sua utilização em ciclovias e trilhas, além de estradas
- Oito opções de personalização (incluindo banco retrátil extra na parte traseira)
- Custo base: US$ 5.000,00

O número de pedidos é bem maior que a produção (semiartesanal), e há casos como o de um professor universitário de Massachussets de 65 anos de idade que foi buscar o seu na fábrica (Carolina do Norte) para não desembolsar os US$ 1.000,00 de custo de remessa. Ele está fazendo o percurso de 1.200km de volta para casa no próprio veículo.

http://www.organictransit.com













Postar um comentário