Aluguéis na Copa passam de R$ 50 mil e beiram a loucura



Tem gente anunciando apartamento de 2 quartos em Itaquera, em SP, por R$ 60 mil; no Rio, alugar uma casa próxima ao Maracanã pode sair por R$ 90 mil

Beatriz Souza, de  
São Paulo - O que você faria se tivesse R$ 90 mil para passar uma temporada de um mês em algum lugar do mundo? Hotéis de luxo e mansões com vista para o mar, no Brasil ou no exterior, estariam entre as primeiras opções de muita gente. Mas o preço não seria barato.

Pois alugar imóveis em regiões periféricas de grandes cidades brasileiras na Copa pode sair bem mais caro.
Existem brasileiros anunciando a própria casa nas regiões próximas às arenas que vão receber jogos por quantias acima de R$ 50 mil, valor que deixa muito hotel cinco estrelas parecendo pechincha.
No site Alugue Temporada, é possível encontrar uma casa nas redondezas do Maracanã, palco de sete jogos do Mundial, incluindo a final, por R$ 3 mil por noite, com uma estadia mínima de 15 dias (veja imagens acima).

Se o hóspede escolher ficar os 30 dias, precisará desembolsar nada menos que R$ 90 mil. Segundo o anunciante, a casa abriga confortavelmente 12 pessoas e está a apenas 400 metros do estádio. 
Em Itaquera, bairro da zona leste de São Paulo que abriga o estádio da abertura da Copa, a situação é parecida. Um apartamento de 2 quartos e 1 banheiro, que acomoda até 5 pessoas, está anunciado no site Airbnb por R$ 61 mil reais por 30 dias.

A descrição ainda diz que o apartamento oferece fácil acesso ao estádio e às "demais localidades turísticas". No entanto, para se chegar do apartamento à Praça da Sé, por exemplo, é preciso percorrer um trajeto de mais de 22 km de carro ou enfrentar mais de 1 hora em transporte público.

"Esses anúncios estão completamente fora da realidade", diz Roseli Hernandes, diretora de imóveis usados do Secovi-SP (Sindicato da Habitação) e diretora comercial da imobiliária Lello. 
A comparação com as tarifas de um hotel cinco estrelas em São Paulo, comprova que os preços destes aluguéis estão realmente fora da realidade. Uma noite no Hotel Renaissance, um dos mais bem conceituados da capital, localizado na região da Avenida Paulista, no período da Copa, sairia por R$ 1.021 - ou R$ 30,6 mil pelos 30 dias.  

"Quem vem para a Copa do Mundo, não vem só para assistir a um jogo no Itaquerão. A pessoa vai vir pra assistir um jogo lá e pode até voltar pra cidade se quiser assistir outro jogo que vai acontecer no estádio, mas não vai ficar um mês lá em Itaquera para esperar todos os jogos que vão acontecer lá", afirma Hernandes. 
Os preços parecem ainda mais surreais quando comparados com outros lugares do mundo conhecidos peloa preços salgados e pelo câmbio desfavorável.

Em Nova York, por exemplo, um apartamento para 6 pessoas em Manhattan, a 10 minutos do Central Park, sai por R$ 15,8 mil por uma temporada de 30 dias. 
Em Paris, maior destino turístico do mundo, R$ 16,5 mil pagam uma estadia para 5 pessoas em um apartamento num dos bairros mais centrais da cidade, com acesso à pé ao museu do Pompidou, à igreja Notre Dame e ao Louvre.

"Seria muito bom se tivesse estrutura na região dos estádios, como hotéis para receber esses turistas que vem para a Copa. O Brasil está recebendo gente do mundo inteiro e também de outros estados do pais. Temos que fazer um papel bonito como anfitriões, e isso inclui ser coerente na negociação de preço", critica Roseli Hernandes. 

Postar um comentário