Fim do dinheiro de plástico? Pagamento mobile deve acabar com cartões até 2020



Consumidor conta com algumas opções de pagamentos sem a necessidade do cartão físico, além do NFC, como mobile money e mobile wallets

Por Juliana Américo Lourenço da Silva |

SÃO PAULO – Há alguns anos já vem se falando de pagamento por celular, tanto que alguns aparelhos já possuem tecnologia NFC (Near Field Communication), que permite a troca de dados por aproximação.

Agora, as carteiras virtuais estão cada vez mais presentes entre as opções de pagamentos dos consumidores; para alguns especialistas, é possível que o pagamento mobile chegue a substituir os cartões de débito e crédito físicos até 2020.

Segundo o diretor de produtos mobile da Visa, Daniel Andrade, o consumidor conta com algumas opções de pagamentos sem a necessidade do cartão físico, além do NFC, como mobile money e mobile wallets. “Hoje, o pagamento por meios móveis é muito complementar, mas no futuro, é inevitável a substituição do plástico pelo celular”.

Uma das vantagens do pagamento com smartphones é o tempo que leva o processo. De maneira geral, o pagamento em dinheiro é o que mais demora, pois, em alguns casos, demanda de troco e a necessidade de realizar contas. Já a diferença entre o cartão e o celular é de poucos segundos, mas quando considerado um estabelecimento de grande fluxo, os clientes podem ser atendidos alguns minutos mais rápido no final.

Por conta disso, o mercado está aceitando bem a nova tecnologia. “As lojas estão investindo na experiência de compra do consumidor”, explica Andrade.

Postar um comentário

0 Depoimentos: