Maior gestora do mundo aponta um dos principais problemas do investidor brasileiro




Afirmação de executivo é baseada em pesquisa inédita realizada pela BlackRock no Brasil
Por Leonardo Pires Uller |
SÃO PAULO – Um grande problema dos investidores no Brasil é a forte tendência de guardar dinheiro em caixa e na poupança, afirma Armando Senra, diretor da BlackRock para América Latina e Ibéria. Para o executivo, ainda falta aos brasileiros mais entendimento sobre a importância da diversificação de investimentos, que normalmente permite a diluição de riscos e ganhos maiores no longo prazo.
De acordo com pesquisa global realizada pela primeira vez no Brasil pela BlackRock em 2014, 64% do dinheiro que os brasileiros poupam é guardado em caixa, na poupança ou em CDB. Na sequência, 11% das aplicações estão em imóveis, 8% em fundos mútuos e seguros de vida e 7% em títulos de renda fixa.
Para o executivo da BlackRock, essa tendência do investidor brasileiro se dá pelo medo de instabilidades políticas e econômicas e pela sensação de segurança que manter o dinheiro em caixa ou na poupança transmite.
Apesar de na prática 64% do portfólio dos entrevistados estar em caixa, poupança ou CDB, eles responderam que o percentual ideal destinado a estas aplicações deveria ser de apenas 23% - uma diferença de 41 pontos percentuais entre teoria e prática.
Em relação a tendência de investimentos para daqui um ano, 75% dos entrevistados afirmam que pretendem deixar mais dinheiro em caixa, contra apenas 5% que afirmam que vão tirar o dinheiro de lá. Mesmo assim, 48% das pessoas se mostram otimistas com o mercado de ações e 44% se mostram mais interessadas nesse mercado agora do que há cinco anos.
Os quatro principais fatores que as pessoas usam para justificar essa posição excessivamente conservadora de suas economias são: “Ter dinheiro em caixa me faz sentir seguro” (41%); “Estou cauteloso com meu dinheiro” (38%); “Tenho medo de investir nos mercados financeiros” (19%); e “Eu não sei o suficiente para investir” (19%).

Postar um comentário

0 Depoimentos: